Press Releases
print

IFC e BNDES ajudam o Brasil a acelerar projeto para melhoria de estradas federais


Em Washington, D.C.:
Adriana Gomez
Fone:  (202) 458-5204
E-mail:  agomez@ifc.org

Shirley Geer
Fone: (703) 346-0914 (celular)
E-mail:  sgeer@ifc.org


São Paulo, Brasil, 13 de outubro de 2009 – Com a ajuda da IFC, membro do Grupo Banco Mundial, e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o governo brasileiro assinou um acordo de concessão de 25 anos com o consórcio Rodobahia para melhorar e expandir quase 700 quilômetros de rodovias federais no Estado da Bahia.  

As estradas melhoradas ajudarão a reforçar o dinamismo econômico e promover um desenvolvimento mais amplo, oferecendo acesso confiável a mercados, hospitais, escolas e outros serviços.  

O licitante vencedor investirá até US$ 615 milhões para melhorar duas importantes estradas federais: a BR-116, um importante corredor norte-sul que permite o acesso ao interior do país; e a BR-324, que conecta Salvador, a terceira maior cidade do Brasil, e o Porto de Aratu com a BR-116. O consórcio Rodohabia é uma parceria da Isoluc Corsan, da Espanha, com as empresas Engevix e Encalso, do Brasil.

A IFC e o BNDES atuaram como os principais assessores do Ministério do Planejamento e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para a formatação da concessão.  O BNDES continuará a participar como financiador.

“Trabalhando em conjunto, a IFC e o BNDES conseguiram engajar o setor privado nesses projetos de infraestrutura crítica”, afirmou Henrique Pinto, Superintendente da Área de Estruturação de Projetos do BNDES.  “Foi um desafio de grandes proporções, especialmente no contexto atual. Estradas modernas e bem mantidas são uma das chaves para que o Brasil possa ter um crescimento econômico sustentável.”  

“Boas estradas são a espinha dorsal do desenvolvimento. Portanto, a participação do setor privado na infraestrutura é crítica”, disse Andrew Gunther, Gerente de País da IFC, Brasil. “Este projeto fortalecerá a ligação entre as regiões norte e sul do país, criando mais empregos e mais oportunidades econômicas.  É para nós uma satisfação o fato de essa colaboração entre a IFC e o BNDE ter atraído investimento privado tão sólido”.

Criados em 1989, os Serviços de Consultoria da IFC em matéria de infraestrutura já trabalharam em mais de 250 projetos em 80 países. A IFC é a única instituição multilateral que oferece serviços diretos de assessoria a governos na implementação de projetos com a participação do setor privado. Para obter informações mais detalhadas, favor consultar o site www.ifc.org/infrastructureadvisory.

Sobre a IFC
A IFC, membro do Grupo Banco Mundial, cria oportunidades para as pessoas saírem da pobreza e melhorarem sua vida.  Promove o crescimento econômico sustentável nos países em desenvolvimento por meio do apoio ao desenvolvimento do setor privado, mobilização de capital privado e prestação de serviços de consultoria e redução de riscos para empresas e governos.  Nossos novos investimentos totalizaram US$ 14,5 bilhões no exercício financeiro de 2009, ajudando a canalizar o capital para os países em desenvolvimento durante a crise financeira.  Para obter informações mais detalhadas, favor consultar o site www.ifc.org.

Sobre o BNDES
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é uma empresa pública federal, vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A sua meta é proporcionar financiamento de longo prazo destinado a promover o desenvolvimento do Brasil e, portanto, aumentar a competitividade da economia brasileira e o padrão de vida da população. Para obter informações mais detalhadas, favor consultar o site http://www.bndes.gov.br.