Press Releases
print

IFC e Governo do Japão unem-se para incentivar financiamento para as pequenas e medias empresas em São Tomé e Príncipe


De Washington
John McNally

Telefone: +1 202 458 0723

Email:
jmcnally@ifc.org

De Dakar

Zibu Sibanda
Telefone: +221-77-740-0238

Email :
zsibanda@ifc.org


Washington, DC Agosto  6, 2015 – A IFC, membro do Grupo Banco Mundial, anunciou hoje o seu primeiro investimento financeiro a longo prazo, em São Tomé e Príncipe, sob a forma de uma iniciativa de partilha de risco com o Banco Internacional de São Tomé e Príncipe  (BISTP).  O investimento é apoiado por fundos doados pelo Governo do Japão, que assim ajuda a preencher uma grande lacuna de financiamento neste arquipélago, onde dois-terços da população vive com menos de US$ 1,50 por dia.

São Tomé e Príncipe é uma das mais pequenas economias de África e cerca de metade as empresas no pais identificam a falta de acesso a financiamento como uma barreira ao crescimento. Um mecanismo de partilha de risco com o BISTP, no montante de US$ 3 milhões, incluindo US$ 300.000 provenientes do Japão, ajudará a proporcionar capital de risco e empréstimos a pequenos negócios, apoiando a sua expansão e modernização, e estimulando a criação de empregos. A SFI e o BISTP assumirão parcelas iguais do risco de crédito.


“Atingir o duplo objetivo de acabar com a pobreza extrema e impulsionar uma prosperidade partilhada, requer a criação de novos parcerias, como esta com o BISTP assim como investir  mesmo nas menores economias – onde o impacto pode ser maior” comentou a Diretora da SFI para a África Subsariana, Vera Songwe. “Estamos gratos ao Japão pela sua contributo e pela mensagem que assim enviam a investidores, sobre o potencial de São Tomé e Príncipe e o papel importante que pequenos negócios e bancos podem desempenhar no crescimento económico”.
 
O Dr. João Cristovão, Presidente do Comité Executivo e Director Geral do BISTP, comentou:   “O BISTP se associou à IFC, para criar um mechanismo de partilha de riscos o qual permitira que o banco forneça linha de crédito  de custo  baixo para ajudar as pequenas e medias empresas a investir em modernização, compra de novos equipamentos e tecnologia, e expandir as suas atividades de forma a melhorarem os seus negocios.”


O Dr. Acácio Elba Bonfim, Administrador Executivo do BISTP acrescentou: “ As pequenas e medias empresas precisam de melhorar consideravelmente os seus produtos e serviços, de forma a servirem melhor os mercados, nacional e internacional, e este mechanismo de partilha de risco com SFI cria uma oportunidade para o fazerem. Os beneficiários irão também melhorar sua capacidades de negociação, tornando-se mais competitivos na criação de emprego e no crescimento económico, ao mesmo tempo que melhoram o nível de vida do povo de São Tomé e Príncipe.”



“Este projeto vai ajudar-nos a dar um apoio crucial às pequenas e medias empresas de São Tomé e Príncipe e melhorará a vida dos habitantes de um dos países mais pobres do mundo,” comentou Masahiro Kan, Director Executivo do Banco Mundial para o Japão. “Em conjunto com a IFC, poderemos promover o acesso a financiamento e criar empregos e crescimento, que são tão necessários.”

 
Fundado em 1993, o BISTP é o maior banco de São Tomé e Príncipe. Um dos seus accionistas é a Caixa Geral de Depósitos portuguesa, que ajudou a modernizar os seus sistemas e a otimizar as suas operações. O BISTP oferece serviços bancários completos, através de uma rede de 12 balcões, 14 ATM e 52 Pontos de Venda nas ilhas.


Este investimento é o mais recente na linha da IFC para Apoio Global ao Financiamento das pequenas e medias empresas, que foi instituído em abril de 2012, em resposta ao apelo dos G20 para uma ação que pudesse atender à necessidade de um trilião de dólares para colmatar o défice de financiamento enfrentado pelas pequenas e medias empresas. É a primeira iniciativa deste tipo que mobiliza fundos de doadores, instituições financeiras internacionais e o setor privado, para ajudar os bancos a intensificar o crédito à estas empresas.

 
O Instrumento Global de Financiamento às pequenas e medias empresas tem já cerca de 70 projetos ativos de investimento e consultoria, em 20 países. O seu alvo são firmas que não têm acesso a financiamento, incluindo as que são propriedade de mulheres, negócios relacionados com a agricultura e o clima e pequenas empresas em estados frágeis que criem emprego e crescimento nos locais que mais deles necessitam, como São Tomé e Príncipe.


Sobre a IFC

Membro do Grupo Banco Mundial, a SFI é a maior instituição para o desenvolvimento, com um enfoque exclusivo no setor privado. Trabalhando com empresas privadas em cerca de 100 países, utilizamos o nosso capital, conhecimento, experiência e influência para ajudar a eliminar a pobreza extrema e incentivar a prosperidade partilhada. No AF14, fornecemos mais de USD 22 mil milhões em financiamentos para melhor a vida dos que habitam países em desenvolvimento e para acudir aos desafios mais urgentes do desenvolvimento. Para mais informações visite
www.ifc.org.

Sobre o  BISTP:

O BISTP é um banco comercial, com 22 anos de atividade no mercado santomense, composto por uma sólida estrutura acionista. O banco desenvolve a sua atividade de intermediação financeira repartida em dois  segmentos, particulares e empresas. Desde da sua criação em 1993 que o  BISTP tem sido um parceiro incontornável das empresas no apoio ao  desenvolvimento das suas atividades , razão pela qual mais de 90% das empresas existentes em S. Tomé e Príncipe são clientes do BISTP . A aposta no financiamento das  empresas e no desenvolvimento do tecido empresarial ,é não só uma concretização  dos objetivos estratégicos , mas também é a melhor maneira encontrada pelo banco para fomentar o crescimento e o desenvolvimento socioeconómico . Em 2014 o financiamento às empresas representava mais de 2/5 de financiamentos concedidos pelo banco, e o objetivo para os próximos anos é de alargar o nível de financiamento e atrair para o sistema financeiro empresas que ainda estão fora.”