Press Releases
print

Estudo da IFC conclui que o Pacto do Clima ajudou a criar cerca de US$ 23 trilhões em oportunidades nos mercados emergentes


Em Washington, D.C.:                                        
Sona Panajyan

Tel.: +1 (202) 473-9751

E-mail:
spanajyan@ifc.org

No Cairo:

Riham Mustafa

Tel.: +
20-2-2461-4230
E-mail:
RMustafa@ifc.org


Washington, D.C., 7 de novembro de 2016 – Um estudo divulgado hoje pela International Finance Corporation (IFC), membro do Grupo Banco Mundial, mostra que o histórico acordo global sobre a mudança do clima, adotado em Paris no ano passado, ajudou a liberar cerca de US$ 23 trilhões em oportunidades para investimentos inteligentes em matéria de clima nos mercados emergentes de hoje até 2030.

Desde a adoção do Acordo de Paris em dezembro de 2015, um total de 189 países apresentaram planos nacionais que visam a um crescimento agressivo em soluções climáticas – incluindo energia renovável, cidades com baixo índice de carbono, eficiência energética, gestão sustentável de florestas e agricultura inteligente em matéria de clima. Esses planos oferecem um roteiro claro para investimentos direcionados à infraestrutura resiliente ao clima que compensarão custos iniciais mais altos por meio de ganhos de eficiência e economia de combustível.

O estudo da IFC, baseado em compromissos nacionais com a mudança do clima e em políticas subjacentes de 21 economias de mercados emergentes, identifica setores em cada região em que é maior o potencial para investimento. Estão aí incluídos “edifícios verdes” no Leste Asiático e Pacífico – onde a China, Indonésia, Filipinas e Vietnã mostram um potencial de investimento inteligente em matéria de clima de US$ 16 trilhões. A América Latina e o Caribe oferecem, em seguida,  a maior oportunidade – especialmente em transporte sustentável, setor em que o potencial de investimento na Argentina, Colômbia e México se eleva a cerca de US$ 2,6 trilhões. No Sul da Ásia as oportunidades surgem principalmente em infraestrutura resiliente ao clima, setor no qual há US$ 2,5 trilhões de oportunidades na Índia e em Bangladesh.

“Nunca houve melhor oportunidade do que esta para investimentos inteligentes em matéria de clima”, afirmou Philippe Le Houérou, Vice-Presidente Executivo da IFC. “Isto reflete a redução drástica no preço das tecnologias limpas e o surgimento de políticas inteligentes que estão impulsionando as empresas a investir. Neste contexto, é importante estabelecer metas ambiciosas – razão pela qual a IFC se comprometeu a elevar nossos investimentos no setor climático à meta de US$ 3,5 bilhões por ano até 2020 e catalisar mais US$ 13 bilhões por meio de outros investidores.”


A África Subsaariana representa uma oportunidade de US$ 783 bilhões– especialmente em energia limpa na Costa do Marfim, Quênia, Nigéria e África do Sul. Na Europa Oriental, os maiores mercados – Rússia, Sérvia, Turquia e Ucrânia – apresentam um potencial combinado de investimento de US$ 665 bilhões, principalmente em eficiência energética e novos edifícios verdes. No Oriente Médio e Norte da África, o potencial total de investimento climático do Egito, Jordânia e Marrocos, segundo estimado, chega a US$ 265 bilhões, sendo mais de um terço em geração de energia renovável, ao passo que 55% (US$ 146 bilhões) se destinam a edifícios inteligentes em matéria de clima, transporte e soluções relacionadas com dejetos.

O relatório também conclui que a ação dos governos será crítica para tirar proveito com vistas a liberar a escala total do investimento potencial. Recomenda que os governos integrem compromissos nacionais no setor climático em seu desenvolvimento de estratégias e processos orçamentários, reforcem o investimento climático de indústrias inteligentes em matéria de clima e destinem recursos públicos estrategicamente a fim de mobilizar o capital privado – mediante a redução de riscos e proporcionando apoio a projetos, por exemplo.

Sobre a IFC

A IFC, parte do Grupo Banco Mundial, é a maior instituição de desenvolvimento do mundo voltada para o setor privado nos mercados emergentes. Trabalhando com mais de 2.000 empresas em todo o mundo, usamos nossas seis décadas de experiência para criar oportunidades onde elas forem mais necessárias. No exercício fiscal de 2016, nossos investimentos de longo prazo nos países em desenvolvimento subiram para quase US$ 19 bilhões. Usamos nosso capital, conhecimentos técnicos e influência para ajudar o setor privado a desempenhar um papel essencial no esforço mundial para colocar fim à miséria e estimular a prosperidade compartilhada.

Fique ligado

www.facebook.com/IFCwbg
www.twitter.com/IFC_org
www.youtube.com/IFCvideocasts
www.ifc.org/SocialMediaIndex
www.instagram.com\ifc_org